Meursault Les Grands Charrons 2020 – Domaine Jean Louis Chavy

R$890.00

Mais um grande Borgonha criado por Jean-Louis Chavy, rico, redondo e cheio de sabor, é um Meursault dos sonhos, com manto amarelo palha e tons dourados, no nariz os são aromas florais, acompanhados de notas minerais, o sabor é rico em boca, o vinho é encantador e harmonioso, com belo frescor, saboroso e com final longo.

Esta é uma das joias da nossa lista.

Simulação de frete

Domaine Jean-Louis Chavy

Na entrada da prestigiosa vila de Puligny-Montrachet, ao sul de Beaune, entre Meursault e Chassagne-Montrachet, fica o Domaine Jean-Louis Chavy. Com denominações tão prestigiosas como Puligny 1er Cru Folatières, Perrières, Clavaillons ou Champs Gain, Jean-Louis Chavy oferece uma gama de excelentes vinhos brancos da Borgonha. Vinhos feitos com respeito pela tradição borgonhesa, mas com um toque de modernidade que garante vinhos puros e profundos com belas tensões.
Puligny-Montrachet beneficia dos terroirs mais favoráveis para a produção de vinhos brancos, com excepcional complexidade aromática e grande delicadeza.
Jean-Louis Chavy é um dos filhos de Gerard Chavy e agora dirige seu próprio Domaine. Seu irmão Alain administra o Domaine Gerard Chavy por conta própria.
Jean-Louis e Alain dividiram os vinhedos da família entre eles, compartilhando algumas das melhores parcelas tanto em Puligny, quanto em Meursault. Jean-Louis controla a parcela Premier Cru Perrieres, enquanto Alain mantém a parcela Pucelles.
A adega foi concluída em 2004 e o estilo de vinificação e envelhecimento é tradicional. É cedo para falar de um estilo de casa para Jean-Louis, mas os seus vinhos são até agora apresentam-se muito elegantes e sem qualquer influência perceptível do carvalho. Nos dias atuais Jean Louis conta com a ajuda do seu filho Paul.

Descrição

O lieux dit Les Grands Charrons localiza-se numa encosta de solo argilo-calcário e sobre três tipos diferentes de subsolo: – Fundo da encosta: Subsolo cascalho composto por uma mistura de brita e argila amarela. As vinhas de 40 anos plantadas em solos pedregosos, adjacente à antiga pedreira de Grand Charrons. encontra-se na mesma altura dos Meursault Premiers Crus, mas com uma exposição mais a leste.

A Chardonnay, casta ilustre para os vinhos brancos da Borgonha, confere-lhe a sua cor límpida com brilhantes reflexos amarelo dourado. Esse Meursault de Jean Louis Chavy oferece muito além de seu status na taça. Tem uma definição de pêssego e aquela ótima estrutura Meursault – bastante maturação combinada com a acidez emocionante do ano. Possui fruta mais ampla que outros Borgonhas e comprimento volumoso.

Envelhecido por 11 meses em grandes foudres e semi-muids de carvalho, e seguidos mais 7 meses em cubas de inox. Les Grands Charrons é um excelente Meursault, com bom equilíbrio e grande mineralidade.